Os cinco níveis cognitivos da comunicação

Os cinco níveis cognitivos da comunicação

Durante essa semana fui questionada sobre o que eu achava do fato de alguns indivíduos agirem com “pena” com relação às pessoas com deficiência. Minha resposta foi em um vídeo rápido e eu falei um pouco sobre crenças pessoais. Mas, a qualidade da nossa comunicação também envolve outros níveis cognitivos e, à medida que nos damos conta sobre a importância do alinhamento destes níveis, nos tornamos pessoas mais congruentes, alcançamos mais sucesso em nossos projetos e evoluímos na maneira como nos relacionamos com o mundo.

A seguir, vamos falar um pouco sobre cada um dos níveis que são responsáveis pela qualidade da Aprendizagem, da Comunicação e do exercício da nossa liderança.

Continue lendo “Os cinco níveis cognitivos da comunicação”

Afinal, o que é deficiência?

Afinal, o que é deficiência?

Pode até soar como repetitivo afirmar que a pessoa com deficiência é uma pessoa como outra qualquer, que tem suas qualidades e defeitos, e tem a deficiência como mais uma característica. Mas, a realidade é que ainda estamos distantes de uma convivência onde essa percepção esteja realmente internalizada por algumas pessoas.

Muitos indivíduos ainda carregam uma tendência a enxergar o mundo de uma maneira maniqueísta, encaixando as pessoas em personagens de vilão ou mocinho, dentro das suas crenças. Não fazem diferente quando se deparam com alguma pessoa com deficiência: se a pessoa com deficiência aceita educadamente os elogios sobre o quanto ela é “guerreira”, ela passa a ser venerada como uma pessoa santa. Mas, se ela rejeita algum tratamento que a infantilize ou que a sua deficiência seja tratada como uma peça de curiosidade ou “entretenimento” do outro, ela se reduz a alguém inconformado, frustrado ou “problemático”.

Continue lendo “Afinal, o que é deficiência?”

Estratégias para construir harmonia e confiança nos relacionamentos

Estratégias para construir harmonia e confiança nos relacionamentos

Qualquer pessoa que esteja disposta a melhorar a qualidade dos seus relacionamentos, através da construção de harmonia e confiança, tem a necessidade de compreender a dinâmica dos dois níveis mentais que operam simultaneamente em qualquer comunicação: o consciente e o inconsciente. A nossa mente consciente tende a detectar as diferenças entre nós e o outro, mas é facilmente sobreposta pela percepção da nossa mente inconsciente, a qual busca as semelhanças. Isso quer dizer que o consciente é responsável por 5% a 9% das atividades de nossa vida, ficando sob responsabilidade da mente inconsciente entre 91% a 95%.

Um bom exemplo do nosso imperativo inconsciente, a atração pela semelhança, é a nossa motivação ao conversar com alguém que tenha algo em comum conosco ao invés de alguém diferente de nós.

Continue lendo “Estratégias para construir harmonia e confiança nos relacionamentos”

A coragem de determinar quem se quer ser

A coragem de determinar quem se quer ser

Lembro do primeiro livro que li, há alguns anos, quando comecei a despertar para a importância do autoconhecimento. Havia nele uma citação que me causou grande reflexão e que eu carrego até hoje: “não tente descobrir quem é, mas determinar quem quer ser”. Há nessa mensagem uma sutil, e profunda, mudança de perspectiva: saímos da posição de espectadores sobre as nossas limitações, nossos traumas para um sujeito ativo, que usa esse conhecimento em prol do seu autodesenvolvimento. E à medida que seguimos nesse caminho de construção, vamos lidando com a nossa humanidade, descobrindo as nossas sombras e trabalhando as fraquezas.

Continue lendo “A coragem de determinar quem se quer ser”

Paraty, a acessibilidade da Veneza Brasileira

Paraty, a acessibilidade da Veneza Brasileira

Paraty é linda, não há como negar. Além de possuir um conjunto arquitetônico extremamente preservado, que nos reporta à época do império, é charmosa, romântica e aconchegante. Se você tem mobilidade reduzida ou irá guiar um carrinho de bebê, prepare-se para o desafio: para desfrutar das belezas de Paraty, vai precisar de uma boa dose de paciência e cuidado ao andar pelas ruas da cidade.

Continue lendo “Paraty, a acessibilidade da Veneza Brasileira”

Mais cérebro e menos músculos? A vantagem competitiva na era digital

Mais cérebro e menos músculos? A vantagem competitiva na era digital

Em um momento onde é difícil prever o futuro do nosso trabalho e com o progressivo desaparecimento de profissões como conhecemos hoje, a estrada linear deu lugar a um sinuoso caminho de incertezas. É natural que, com a velocidade com que as mudanças vêm acontecendo, sejamos tomados por uma inquietação na busca por respostas para atender as novas demandas. Mas, antes de pensarmos em soluções para nos mantermos preparados para atender a um mercado de trabalho cada vez mais complexo, é importante refletirmos sobre as nossas individualidades, quer sejam no nosso processo de aprendizagem ou na construção das estratégias relacionadas às nossas carreiras. Sendo assim, o “pensar digital”, tão propagado neste contexto, vai muito além de desenvolver competências digitais incluindo, sobretudo, o pensamento e o conhecimento que lhes trarão sucesso.

Continue lendo “Mais cérebro e menos músculos? A vantagem competitiva na era digital”

Descontos de passagens aéreas para acompanhantes de pessoas com deficiência

Descontos de passagens aéreas para acompanhantes de pessoas com deficiência

Está aí uma boa informação que é pouco divulgada e muita gente acaba não usufruindo do direito: é possível fazer a compra de passagens de acompanhante do (a) passageiro (a) com deficiência com 80% de desconto. Continue lendo “Descontos de passagens aéreas para acompanhantes de pessoas com deficiência”