Praia dos Carneiros e Porto de Galinhas: é possível um “bate e volta” acessível?

Essa foi uma das primeiras perguntas que fizemos ao decidir a nossa viagem para Maragogi. Após nosso contato com a Maragotur, empresa que estava responsável por organizar nossos roteiros, resolvemos incluir este passeio em nossa programação. E, sim, foi possível fazer um passeio bacana e acessível, sobretudo por causa dos cuidados e da atenção disponibilizada pelos profissionais envolvidos.

Nossa primeira parada, a praia dos carneiros, virou destino queridinho após ser reconhecida como uma das melhores praias do Brasil. Assim, aproveitamos que estávamos conhecendo a região e curtimos uma viagem pelos 55 km que separam a praia dos carneiros de Maragogi. O profissional da Maragotur nos buscou bem cedo no hotel e a viagem durou cerca de uma hora. Sempre faço questão de reforçar que a minha cadeira de rodas é tamanho infantil, o que facilita a acomodação em um porta-malas de um carro de passeio.

O caminho entre Maragogi e o município de Tamandaré, onde fica Praia dos Carneiros, é tranquilo e agradável e nosso guia além de educado, foi uma simpatia durante todo o passeio. Ao chegarmos, fizemos o pagamento de R$ 55,00 por pessoa para o passeio de catamarã. Há relatos na internet de empresas que não levam em consideração o deslocamento do turista da praia até ao catamarã, dando pouca importância às necessidades de idosos, pessoas com crianças de colo e pessoa com deficiência e/ou mobilidade reduzida. Nós não tivemos problemas, mas é muito importante a atenção no momento de fazer a compra, para não ter surpresas desagradáveis ao longo do passeio.

As paisagens são lindíssimas e o passeio é muito bacana. A turma que conduziu o passeio era bem divertida e deixou os turistas entretidos ao longo de toda a viagem. Uma curiosidade é o maior jacaré da região. Sim, a vegetação forma um jacaré gigante, o que é motivo de muitas piadas para os guias dos passeios.

GEDC1382
Descrição da imagem para cego ver: a vegetação está formando um jacaré gigante

Paramos duas vezes. sendo que a primeira foi para o banho de argila na praia de Guadalupe, onde nós fizemos uma parada de cerca de 20 minutos. Como dizia o guia do passeio, o banho de argila era a parada mais aguardada por quem queria rejuvenescer. Assim que nós chegamos, já haviam baldes cheios de argila esperando por nós. Confesso que no começo eu fiquei com um pouco de receio por precisar carregada para descer do catamarã e mais uma vez a equipe do passeio foi bastante atenciosa e cuidadosa. Aproveitei a descida e me enchi de argila!! Apesar de ter sido um pouco rápida, a parada foi bastante divertida. Tinham vários produtos de argila artesanais sendo vendidos no local.

GEDC1312
Descrição da imagem para cego ver: Amanda está sentada na água com o corpo cheio de argila
GEDC1300
Descrição da imagem para cego ver: Amanda está sentada em um jet-ski

Após a parada para o banho de argila, seguimos o passeio e passamos pela centenária Igreja São Benedito, padroeiro da Praia dos Carneiros. Ela foi construída em 1910, e é uma construção simples, verde e branca, contrastando com o azul do céu e os milhares de coqueiros que fazem dela um dos cartões postais mais famosos da região. Vale lembrar que com o passeio de Catamarã não paramos na igrejinha, apenas fizemos uma parada rápida para algumas fotos e o seguimos rumo ao banco de areia.

igreja-da-benedito-carneiros
Descrição da imagem para cego ver: igrejinha localizada na beira da praia e ao fundo muitos coqueiros

Bem perto dos paredões de Argila, entre as praias de Guadalupe e Carneiros há um banco de areia enorme esperando pelos turistas. Essa foi a segunda parada, e lá há o costume de descer para tomar um banho de mar e aproveitar mais 20 minutinhos da parada. Desta vez, optamos por apreciar a beleza do próprio catamarã e degustamos de algumas bebidinhas servidas por lá.

IMG_0011
Descrição da imagem para cego ver: Amanda está sentada no catamarã ao lado da sua mãe

Após terminarmos o passeio, paramos no tradicional restaurante Bora Bora, que fica localizado bem perto do início dos recifes naturais. Almoçamos e seguimos para a praia de Porto de Galinhas.

GEDC1280
Descrição da imagem para cego ver: Amanda está sorrindo sentada ao chão do catamarã

Foi uma viagem rápida entre os 44 quilômetros que separam a Praia dos Carneiros de Porto de Galinhas, mas preciso admitir que já estava um pouco cansada ao chegar ao nosso segundo destino. Talvez isso tenha influenciado na minha empolgação ao conhecer esta famosa parada em Pernambuco. Somada a isso, fui com grandes expectativas sobre o local. Certamente, não há dúvidas que se trata de um lugar lindo e agradável, mas eu preferi a experiência (e o atendimento) recebido no nosso primeiro destino. Ficamos na praia durante a tarde e a maré estava cheia, o que impossibilitou desfrutar das piscinas naturais. Passeamos um pouco sem o carro e conhecemos os arredores da praia. Tudo bem bonitinho, mas o atendimento das lojas voltou a deixar a desejar.

IMG_0144
Descrição da imagem para cego ver: barcos estão à beira da praia de Porto de Galinhas

De maneira geral, procurando com cuidado e indicando aos fornecedores quais são as suas necessidades ao longo da viagem, é possível fazer um passeio acessível e aproveitar esse pedaço de Brasil tão maravilhoso. Salve, Pernambuco!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s