Santuário de Aparecida e o Evangelho acessível

Os rituais religiosos estão presentes em diversas culturas, tendo o poder de reunir pessoas com as mais diferentes características. O cenário não é outro quando estamos falando sobre o Santuário Nacional de Aparecida. O local acolhe cerca de 12 milhões de visitantes por ano, oferecendo diversos serviços, que garantem conforto e segurança. E nós fomos conferir de perto se a fé em uma das mais famosas Basílicas do Brasil é acessível para todos.Saímos do Rio de Janeiro de carro em uma viagem que durou cerca de 3 horas e meia até Aparecida. Chegando lá, nossa primeira (boa) surpresa foi a existência de vagas demarcadas (e respeitadas) no estacionamento, para idosos e pessoas com deficiência. Logo no início, já foi possível notar os parâmetros de acessibilidade estabelecidos para todo o complexo do Santuário Nacional, evidenciando a preocupação com a mobilidade e acessibilidade dos seus visitantes. A própria gestão do Santuário afirma que trabalha constantemente para oferecer uma série de facilidades e adequações para melhor atender os romeiros com necessidades especiais e os idosos.

Seguimos para a entrada à Basílica com o objetivo de apreciar a beleza do seu interior e logo em seguida, decidimos nos aproximar da imagem de Nossa Senhora Aparecida. O acesso conta com Rampas com pisos emborrachados, antiderrapantes e corrimão.

Após conhecer a famosa imagem de perto, fomos comprar velas na loja que fica próxima à Basílica. O acesso à loja também conta com rampas de acesso além de prateleiras de produtos bem distribuídas, permitindo fácil circulação. Retornando à Basílica, ficamos ainda mais felizes quando percebemos que era possível conhecer todo o seu interior sem dificuldades, visto que nossa próxima parada foi na Capela das Velas.

Quando terminamos de fazer nossos pedidos, fomos conhecer o Museu que conta a história de Nossa Senhora Aparecida e aproveitamos para visitar o Mirante da Torre da Basílica. O acesso conta com elevadores e profissionais treinados para esclarecer dúvidas e auxiliar no que for preciso.

Depois de explorarmos grande parte da Basílica, decidimos comer e seguimos para o subsolo, onde encontramos uma área ampla, arejada e muito bem conservada. Além do restaurante, há um espaço dedicado à alimentação, com mesas e cadeiras, outra loja de produtos religiosos e um ambiente reservado para receber solicitações de orações. Não só a acessibilidade nos chamou atenção, como também a limpeza de todos os espaços. Os banheiros contam com entradas independentes para acompanhantes de pessoas com deficiência. Importante também deixar registrado a existência de bebedouros com alturas especiais e de cadeiras de rodas para pessoas com deficiência ou dificuldade de locomoção.  As cadeiras podem ser retiradas na sala da segurança, ou nos postos montados atrás da Capela da Ressurreição e outro atrás da Capela do Batismo.

Acha que para por aí? Nada disso! Se você quiser conhecer todo o Santuário deve reservar um dia inteiro para aproveitar o passeio e as boas energias deste lugar tão importante para os católicos brasileiros.

Após finalizarmos a andança por toda a Basílica, fomos conhecer o Centro de Apoio ao Romeiro. Localizado no pátio do Santuário Nacional, seu objetivo é oferecer comodidade, acolhimento e lazer aos visitantes. Possui duas Praças de alimentação e lojas, onde se podem comprar todos os tipos de lembranças. A estrutura ainda conta com fraldário, sanitários adaptados para pessoas com deficiência, terminais bancários, aquário, parque de diversões, etc. Além de ter um espaço acessível, é uma parte da viagem extremamente agradável e muito bacana para aproveitar. Certamente ficaríamos mais tempo por lá.

A tradição do Senhor do Bonfim diz que “quem tem fé, vai a pé”. Aqui na Basílica, quem tem fé, vai a pé, de cadeira de rodas, muletas ou do jeito que der. Porque o Evangelho é acessível para todos!

Um comentário em “Santuário de Aparecida e o Evangelho acessível

  1. Caros, Ananda e Fabiano. Os acompanho no desnudar o acesso junto as belezas deste mundo de meu Deus.Esta terra amada, Brasil.Importante trazer este olhar cuidadoso para aqueles que merece um cuidado digno de maneira a lhes preservar a acessibilidade.As imagens estao perfeitas
    Grande Abraço, Matary Tayguara

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s