Boa formulação de objetivos

A formação de Practitioner em PNL foi uma das mais importantes que já participei desde que iniciei a minha vida profissional. Isso porque ela não apenas impactou a gestão da minha carreira como também trouxe mudanças significativas dentro do meu processo de autoconhecimento. Um dos conhecimentos mais relevantes abordado dentro da formação foi a boa formulação de objetivos.

E quando o assunto diz respeito aos resultados que desejamos alcançar, sabemos que só conseguimos quando temos uma visão clara do que queremos e como queremos. Independentemente do que deseja, você deve perguntar-se: “O que isso traz de bom para mim?”, “Para que eu quero isso?”. Você consegue ter uma imagem clara do seu desejo já realizado? Sabe qual é o primeiro passo para você iniciar a jornada? Reconhece todos os seus medos e fraquezas? Sabe quais são os recursos que irá precisar?

Nossa compulsão pelos resultados é gerada pela vontade de mudar a maneira como queremos nos sentir. Uma vez que nossa realidade é subjetiva, uma parte de nós quer um jeito de experimentar sentimentos diferentes. E o modo como nos sentimos pode acertar toda a diferença. À distância entre o sucesso e o fracasso não depende apenas da nossa capacidade, mas também da qualidade emocional e física com que vivenciamos a experiência em determinado momento.

O nosso comportamento não é o resultado da nossa capacidade adquirida com treinamentos, mas do estado emocional e físico que experimentamos em dado momento. Assim, para melhorar as nossas capacidades, devemos melhorar nosso estado interior. Isso leva à conclusão de que se insistirmos em nos manter em um estado emocional negativo, dificilmente iremos acessar e despertar os potenciais de excelência.

Muitas pessoas reclamam que têm objetivos na vida, mas nunca conseguem realizá-los. É porque os objetivos ué estabelecem são inespecíficos é muito generalizados, do tipo “Quero ser rico”, “Quero ser feliz”. Ou são formulados de modo negativo como “Não quero mais sofrer”, “Não vou acabar desse jeito”. Ainda, seus objetivos dependem da inciativa e do controle dos outros, como “Só vou ser feliz quando casar”. Outros têm os objetivos em mente a racionalização das soluções. São verdadeiras enciclopédias ambulantes em matéria de teorias e de informações, porém, fracassam em atingir os resultados desejados por faltar-lhes algo muito importante: ação.

As condições para uma boa formulação de resultados desejados são:

1. Os objetivos devem ser expressos em termos positivos;

2. A própria pessoa deve formulá-los e assumir a responsabilidade por executá-los;

3. Deve definir experiências sensoriais específicas;

4. Situar os objetivos em um contexto lógico;

5. Que seja benéfico (ecológico) para todas as pessoas envolvidas;

6. Devem ser factíveis, ou seja, a pessoa deve ter o poder de realizá-los.

“Uma jornada de mil milhas começa com um simples passo”

Lao-Tzu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s