Sobre

Carta à leitora (ao leitor)

Fazer a apresentação de alguém como Amanda é um grande desafio. Pensei durante dias em como evidenciar suas mais diversas qualidades, como filha, irmã, amiga, amante, profissional, viajante etc. E a maior dificuldade que encontrei foi não parecer clichê,  enchendo-a de elogios e rasgando a maior seda, quando, verdadeiramente, ela merece todos os que eu possa colocar no papel, mesmo que eles não caibam nesse espaço. Por isso, decidi me ater a uma característica que a ela foi atribuída ao nascer, mas que não poderia ser mais adequada. Seu nome é uma variante feminina originada no latim Amandu/Amandus, e que deriva do verbo Amare – “amável, a que deve ser amada, digna de amor”. Sem sombra de dúvidas, é amor o que a move, mas ela não só o recebe em abundância, como o compartilha com a mesma generosidade. Seu amor pela vida. Amor pelo aprendizado. Amor pelas descobertas. Amor por superar limites… Então me lembrei de uma frase muito pertinente, do escritor Adenáuer Novaes, e que perfeitamente se adapta a ela: “O amor é a força propulsora do Universo”.
É amor que pulsa cada vez que ela rompe barreiras, quebra paradigmas, desafia diagnósticos, arrebata os olhares e a atenção. Quando ela causa aquele estranhamento inicial: “como alguém tão pequena, fisicamente, consegue ser tão gigante?”. É o seu jeito livre, ou melhor, o seu desejo intenso de liberdade, que faz com que todas as pessoas ao seu redor percebam que o seu corpo físico não a aprisiona. Ela é um espírito liberto, aventureiro, e como tal, empresta suas asas para que mais pessoas possam voar. Esse blog é um convite para experimentar o amor em suas mais variadas formas, para que através dos seus textos e vivências possamos também alçar voos cada vez mais altos, removendo os grilhões sociais/pessoais/profissionais que nos fazem ficar estanques, mesmo diante de um céu imenso e repleto de oportunidades.

Deixo aberta, portanto, a possibilidade de que você leitora (leitor) possa descobrir, por conta própria, as nuances e atributos que fazem de Amanda essa mulher tão incrivelmente singular e inspiradora.

No mais, só posso desejar que você faça uma boa leitura, afrouxe o cinto (ou o que quer que lhe prenda), e aproveite a viagem!

Juliana Santana (amiga sortuda e admiradora incondicional)

 

IMG_6630
Descrição da imagem para cego ver: Amanda está gargalhando, de pé, em cima da sua cadeira de rodas, apoiando-se na sacada de uma varanda. Ao fundo, o mar em um dia de sol.